segunda-feira, 19 de outubro de 2020
Oi pessoal, vocês já ouviram falar em webtoon? Descobri a existência esse ano e estou viciada, vou contar o que são e minhas favoritas!
Os Webtoons são webcomics sul-coreanas publicadas online. Em 2003-2004 alguns portais coreanos como Daum e Naver começaram a publicar essas histórias e traduzir para inglês, dessa forma ganharam popularidade no mercado ocidental, rivalizando inclusive com os mangás.
Fazem parte da Hallyu, a onda coreana que popularizou a cultura desse país, como k-pop, k-beauty, culinária, cinema, k-dramas...

Em fevereiro, viajei para a casa de uma amiga da família, um pouco antes de voltar, vi um anúncio no Instagram de uma história que me chamou atenção. Mostrava uma jovem cor de rosa e um homem azul, era o anúncio de uma aplicativo chamado Webtoon, cheio de histórias tipo quadrinhos, estilo graphic novel, mangá. Comecei lendo uma, depois descobri outra e não parei mais!
Eu costumo ler pelo app no celular, mas dá para ler pelo computador também, vou colocar todos os links aqui no post!
Ah é, as histórias são em inglês, se você não domina o idioma vale tentar ler traduzindo aos poucos, os diálogos são mais simples que de um livro.
Lore Olympus por Rachel Smythe (Link no Patreon) - Episódios novos aos Sábados
Testemunhe o que os deuses fazem ... depois de escurecer. As amizades e as mentiras, as fofocas e as festas selvagens e, claro, o amor proibido. Porque afinal os deuses não são tão diferentes de nós, especialmente quando se trata de seus problemas. Elegante e envolvente, esta é uma das maiores histórias da mitologia - O mito de Perséfone - como nunca foi contado antes.
Essa foi a história que me chamou atenção! Eu amo mitologia e acho o mito de Perséfone muito interessante. 
A história é uma releitura do mito, onde Perséfone é uma garota de 19 anos criada no mundo mortal, isolada, que vai para o Olimpo estudar e acaba conhecendo Hades em uma festa, depois de ser drogada e colocada em seu carro. 
Já contei demais! É um romance muito lindo com um mistério sobre os poderes da protagonista, afinal por que ela muda seu nome de Kore (donzela) para Perséfone (Portadora da Morte)? O primeiro episódio saiu em 04 de Março de 2018, então quem começar agora tem bastante para ler!
Cada vez vamos conhecendo melhor cada personagem (e são muitos), seus defeitos e inseguranças. Hades não sê vê digno de amor, acha que alguém casar com ele e se tornar Rainha do Submundo é um fardo, é assombrado pelo pai Cronos e teme ser parecido com ele. Já Perséfone se vê apenas como uma garota do vilarejo, uma boba do campo, já que cresceu afastada de todos e superprotegida por Deméter. 
Temos ainda Ártemis, Apolo, Eros, Ares, Hera e seus mitos, apresentados de uma forma moderna e muito interessante.
Fica a dica também do podcast Lore OlymPOD feito pela Zoey e Erin, duas amigas muito entusiasmadas, que xingam muito e são muito divertidas! Várias coisas que passaram despercebidas descobri ouvindo elas.
Down To Earth por Pookie Sempai (Link no Patreon) - Episódios novos na Terça-Feira
Kade vive sua vida normal sozinho e tranqüilo ... até uma linda garota alienígena cair em seu quintal! Ao abrir sua casa, essa garota de outro mundo irá abrir seu coração?

Não sei como descobri essa história, acho que foi sugestão no aplicativo, comecei a ler e amei! Kade é um cara introvertido e Zaida é uma fofa, toda curiosa e sem noção dos hábitos humanos, já que ela é uma alien! A relação deles é muito interessante e divertida. Comecei a ler quando tinham poucos episódios (o primeiro saiu 20 de Janeiro de 2020) e amei! Aqui também temos alguns mistérios: porque Zaida foi para Terra, uma pessoa que magoou Kade... 
Apesar de ter bastante capítulos ainda não desvendamos muito sobre os personagens, sabemos mais sobre o Kade, mas o passado de Zaida ainda é um mistério.
Midnight Poppyland por Lily Dusk (Link no Patreon) - Episódios novos na Sexta-Feira

Depois de fazer uma descoberta terrível no campo, a vida de uma editora de livro de uma pequena cidade se enreda com um jovem senhor da máfia e seu intimidante guarda-costas... mesmo quando cada passo que ela dá a leva mais fundo no submundo perigoso da cidade.
Essa história eu não dei nada, achei que era um romance bobo, mas é bem mais que isso! Tora pertence a máfia e Poppy descobre algo que a coloca na mira do clã Balthuman, vamos conhecendo mais os personagens, sua infância por vezes violenta, suas inseguranças. Amo que a Poppy é mais curvilínea e muito perspicaz, o que falta em altura sobra em inteligência. Tora é lindo e não no padrão coreano, já que ele é forte e a pele não é super clara. O primeiro episódio saiu 20 de novembro de 2019, dessa versão, porque a autora tem uma primeira versão de 2018, e o traço e história evoluíram muito ao longo do tempo! 
Dica de outro podcast maravilhoso que me fez contribuir no patreon! No Tiger Pops toda semana a Mindy discute o episódio da semana com convidados, alguns episódios não tem um áudio muito bom já que todos gravam a distância e muitas vezes com celular. 

O que me chamou atenção nessas histórias é que não são romances rasos, os personagens são complexos, humanos, relacionáveis, cheios de defeitos e camadas que vamos descobrindo aos poucos. A forma como o passado de cada um tornou que eles são é muito interessante e temas difíceis como estupro, violência doméstica, violência contra menor são sinalizados e tratados com muito cuidado e respeito.
O estilo de história é diferente de um quadrinho tipo Turma da Mônica, o único quadrinho que li na vida. Talvez se assemelhe as graphic novels, mas nunca li para afirmar.

Cada autora tem um traço diferente, um estilo diferente e muito bonito. Me pego admirando algumas partes vendo os detalhes e desejando saber desenhar. 
Ainda me incomoda a hipersexualização de alguns personagens, retratar os homens sempre fortões e as mulheres com seios grandes e cintura fina. 
Adoro como a Poppy é relacionável nesse ponto, já que ela é retratada de uma forma mais natural e possível.
Fico toda feliz quando entendo alguma referência de cultura coreana ou asiática em geral, seja de uma comida, k-drama, expressão... E acho que meu vocabulário em inglês melhorou bastante, tanto que depois que comecei a ler webtoons animei até a ler um livro em inglês, contei sobre isso aqui!
Coloquei os links do Patreon e comentei sobre contribuir porque, quem puder, vale a pena e ajuda os autores, financia o trabalho deles. Algumas pessoas conseguem trabalhar com seus sonhos graças a ajuda do patreon, mas como é tudo em dólar sei que não é acessível para todos, afinal U$1,00 são quase R$6,00!
Li vários outros webtoons, alguns eu interrompi, outros já encerraram (como Asuras Bride), outros eu gosto mas não amo... É tipo série na Netflix, eu começo mas se não gosto, passo para a próxima da lista! hahaha Indiquei os que eu mais gosto e que acho interessantes para começar.
Quem já conhecia webtoons, me conta como conheceu, os favoritos e se já conheciam esses!
Beijos e até o próximo post!

0 comentários:

Quem sou eu

Minha foto
Farmacêutica, blogueira, youtuber, mineira de Juiz de Fora, apaixonada por maquiagem e dividir experiências!

Pesquisar

Todas as postagens

Youtube

Facebook

Tecnologia do Blogger.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...