Eu e minhas alergias

em sexta-feira, 11 de dezembro de 2020

Oi pessoal, resolvi fazer um vídeo e post falando sobre as minhas alergia porque pode ter ,ais alguém com os mesmos sintomas, que já não sabe mais o que fazer, ou que não consegue descobrir o que desencadeia a alergia e assim podemos trocar ideias! Vamos lá?!
Tudo começou quando eu ainda era criança, sempre tive dermatite atópica, segundo a dermatologista quando eu menstruasse melhoraria, mas na verdade piorou! Tenho na parte anterior da coxa, antebraço, pescoço, virilha... São pontos avermelhados e esbranquiçados, a pele fica ressecada e coça muito! Tratava com pomada de corticoide e hidratante com ureia. Tenho essa alergia até hoje, piora em algumas épocas do ano, sempre preciso hidratar a pele (já usei produtos manipulados e hidratantes de farmácia, os melhores são da Nívea e Neutrogena, tem até sem perfume) e a pomada uso quando estou em crise apenas.

Por volta de 2015 apareceram outras alergias, durante o estágio usava luva (mas sempre usei durante a graduação) e comecei a ter uma alergia na palma das mãos. 
Essa foto não é dessa crise, mas foi assim que eu fiquei!
Na mesma época descobri que tenho hipersensibilidade a Ácido acetil salicílico (AAS), fiquei toda empolada e daí passei a ter uma alergia que é desencadeada por calor e estresse excessivo. 
Às vezes fica só assim
Às vezes fica assim


Se está muito quente, se uso um sapato muito apertado ou fico muito ansiosa, aparecem manchas vermelhas pelo corpo todo, aí só indo para o hospital mesmo! Não é uma alergia específica, que posso evitar o que desencadeia.
Na época do estágio usava luva sem talco vinílica e a comum de látex por cima, já que essa era mais fácil de trocar, evitando assim o contato com látex e o talco, caso tivesse alergia. Nesse estágio que aprendi a coletar sangue, morria de medo de machucar alguém e ficava muito ansiosa, então a alergia se manifestava, no início apenas nas mãos e depois espalhava pelos braços podendo ir para o corpo todo. Já tentei tomar antialérgico, mas quando a crise vem não tem medicamento via oral que resolva, só injetável mesmo! 
Com relação a essa alergia aprendi sobre alergia por reação cruzada, por exemplo quem tem alergia a AAS pode ter alergia ao ibuprofeno, então tenho que ter ainda mais cuidado com os medicamentos que eu uso. 
Outra coisa foi a sensibilização, é como se o corpo aprendesse a reagir de uma forma, depois de desencadear os sintomas de hipersensibilidade que comecei a ter a "alergia nervosa", por exemplo. 
Ah, e a exposição constante também pode levar a alergia, a sensibilização do organismo.
A última alergia é nas pontas dos dedos e é causada por produtos de limpeza, geralmente que tem esse tipo de alergia, tem reação cruzada com látex! O jeito é usar luva com forro de algodão ou uma luva de algodão junto com essas luvas de limpeza. Além de hidratar bastante as mãos e usar pomada de corticoide. Quando eu era criança manifestei essa alergia, mas como não tinha contato constante com os produtos de limpeza, não manifestou mais.

Dá pra perceber que tenho a pele bem sensível, tenho que manter a hidratação em dia, não coçar se não fico toda machucada, ter a pomada de corticoide sempre á mão e ficar atenta.

Psoríase do meu pai
Puxei meu pai, que também tem a pele bem sensível, psoríase, então tenho predisposição a problemas de pele.
Tenho também alergia a uva e abacaxi, segundo um teste de alergia que eu fiz.
Até hoje, foram essas as alergias que eu manifestei, sempre restritas a pele, nunca tive nada muito grave, uma vez as manchas chegaram na garganta mas nunca tive falta de ar.
Não citei aqui nenhum medicamento porque farmacêutica que sou, acho auto medicação algo muito sério, quem pode te prescrever um tratamento é um dermatologista ou alergista/alergologista.
Hoje em dia já aprendi o que fazer quando tenho crise, o que não posso fazer de jeito nenhum e como conviver com essas alergias.
Me contem se vocês já tiveram algum desse sintomas, se já fizeram teste de alergia ou manifestaram algo. Quanto mais pesquisamos, mais encontramos informação e podemos evitar as crises ou encontrar tratamentos. 
Então é isso, beijos e até o próximo post

Nenhum comentário:

Topo